Cidade de Albufeira #Algarve #Portugal

Thanks! Share it with your friends!

You disliked this video. Thanks for the feedback!

>
Added by vindheim
215 Views
SUBSCREVA ESTE CANAL E VENHA CONHECER O ALGARVE.
A Cidade de Albufeira, sede do Concelho de Albufeira, situa-se junto ao Oceano Atlântico, no centro da região do Algarve, entre o Sotavento e o Barlavento.
Albufeira é uma das cidades mais antigas do Algarve. A origem da povoação de Albufeira remonta à pré-história e está relacionada com o seu nome. Uma albufeira é uma espécie de lago. No local onde hoje é o centro da cidade, na parte mais baixa, existia um lago enorme que era alimentado pela Ribeira de Albufeira. Com a descida do nível do mar o lago foi secando e a Ribeira de Albufeira com o crescimento da cidade foi canalizada. Assim, a povoação iniciou-se no neolítico, à volta do lago uma vez que este lhe fornecia alimento.
Albufeira foi ocupada pelos romanos que lhe chamaram “Baltum”, e posteriormente pelos árabes que, devido à sua privilegiada posição numa arriba debruçada sobre o mar e a foz da ribeira, lhe chamaram “Al-Buhera”, que significa “Castelo do Mar”. O atual topónimo de Albufeira provém da denominação árabe.
Os árabes instalaram-se no topo do antigo Cerro da Vila e dominaram esta região desde 716 até 1249. Construíram sólidas fortificações defensivas que tornaram Albufeira quase invencível. Consequentemente esta foi uma das praças que os árabes conservaram durante mais tempo em seu poder. A cidade árabe era muito importante, tinha uma próspera agricultura e um ativo comércio com o norte de África.
Após a primeira ocupação cristã, em 1189/1190, Albufeira foi integrada no reino do Algarve com a conquista definitiva pelo rei D. Afonso III, com a ajuda da Ordem Militar de Santiago, em 1249.
A conquista do ocidente árabe pelos cristãos causou uma considerável diminuição da população e interrompeu as relações comerciais com o norte de África. Consequentemente, Albufeira entrou em decadência.
Segue-se a dinamização económica no período dos Descobrimentos (sécs. XV/XVI).
D. Manuel I concedeu-lhe Foral a 20 de Agosto de 1504.
No séc. XVIII, vários sismos, que culminaram com o terramoto de 1755 seguido de maremoto, destruíram Albufeira de forma drástica.
No final do séc. XIX e 1ª metade do séc. XX, surge um grande renascimento devido à abundância de peixe e consequente crescimento da indústria de pesca e da conserva de peixe.
Por volta de 1930, começou a escassear o peixe e a fecharem as fábricas de conserva. Voltou assim a haver um período em que a população desceu para menos de metade.
Na década de 60, o Turismo despertou Albufeira. Consequentemente, a então vila de Albufeira expandiu-se e foi elevada a cidade em 1986.
Atualmente, a cidade encontra-se cheia de recordações dos mais de 500 anos da presença árabe mas também de edifícios modernos. No centro histórico, por entre o pitoresco casario branco, disposto em anfiteatro sobre as praias, predominam ruas estreitas e íngremes.
Gentílico: Albufeirense

Pontos de interesse da Cidade de Albufeira em destaque neste vídeo:
Capela da Misericórdia;
Edifício da Antiga Albergaria;
Edifício da Galeria de Arte Pintor Samora Barros;
Escultura da Sagrada Família;
Escultura Homenagem ao Turista;
Igreja de São Sebastião;
Igreja de Santa Ana;
Igreja Matriz de Albufeira;
Miradouro do Pau da Bandeira;
Muralha do Castelo de Albufeira;
Museu Municipal de Arqueologia;
Parque Lúdico de Albufeira;
Rotundas (Rotunda das Minhocas; Rotunda do Hemisfério; Rotunda do Hotel Paraíso; Rotunda Dois Mundos; Rotunda dos Golfinhos; e Rotunda dos Relógios.); e
Torre do Relógio.

Mais informações em:
http://algarvemeualgarve.blogspot.pt
https://www.facebook.com/Algarve-Meu-Algarve-232696906917903/

Post your comment

Comments

Be the first to comment